Desapega, menina!

Oi, filho!

Estou passando por uma fase de desapego na minha vida. Depois que assistimos a palestra da Thalita, decidi que precisava iniciar esse processo, difícil mas necessário. Acredito que muito mais do que broncas, conversas ou explicações, o exemplo é o que mais ensina. Com isso, reflito o tempo todo que tipo de exemplo eu quero te dar e que tipo de exemplo eu estou te dando.

Pois bem! Como recente acumuladora assumida, entendi que isso, além de nocivo para mim, vai acabar sendo um péssimo exemplo pra você. Sendo assim, decidi, por mim e por você, transformar o meu ‘eu acumuladora’ no meu ‘eu desapegada’. Você está acompanhando o processo dentro de casa. Já foram sacos e mais sacos de lixo cheios de papéis antigos. E a quantidade de objeto que eu acumulo, acumulo, acumulo… Não podemos ser assim, meu filho. Precisamos deixar a energia fluir. Não precisamos e nem podemos ser possessivos assim. Isso nos faz mal, nos sufoca. A posse de tantos objetos passa dos limites do aceitável. E aí consumimos exacerbadamente, acumulando coisas desnecessárias dentro de casa, deixando nosso lar bagunçado e desequilibrado. E não é isso que queremos, né?

A mamãe está tentando. Sei que posso falhar algumas vezes ao longo desse processo. Mas seguirei firme no propósito e você é a minha força para isso! O bom exemplo que quero te dar é o que me segura e me mantém focada para não desistir. Claro que faço isso por mim. Mas ser uma pessoa melhor pra você me motiva. Obrigada por isso!

Me desafiei a desapegar de pelo menos um item por dia durante um ano. Passada uma semana do desafio posso afirmar o quanto isso está sendo libertador. Entendi, finalmente, que eu sou dona das coisas e não as coisas donas de mim. Com isso, tenho o poder da decisão: ficar com o objeto ou deixar ele ir. Agora eu sou a dona da situação e da decisão. E isso, meu filho, faz toda a diferença.

Espero que todo esse processo te inspire. Espero que você reflita toda vez que me pedir um brinquedo, um carrinho, um bonequinho, uma revista, uma roupa…. Vamos fazer um exercício juntos. Toda vez que quisermos comprar um item novo pra gente, vamos nos perguntar: Eu preciso? Eu posso?

A nossa sociedade ainda valoriza muito o consumismo. O tempo todo somos induzidos a comprar, comprar, comprar. E eu, além de comprar, quero guardar tudo: papel, embalagem, lembrancinhas, tranqueiras… Percebe o quanto isso é sufocante? Percebe o quanto isso é desnecessário?

Carrinhos_desapego

Então, meu filho, te prometo que vou mudar. Já estou mudando. E no fim disso tudo, vamos juntos sair fortalecidos e leves, muito mais leves. Você vai ver! Mamãe achou muito bacana quando você desapegou de vários carrinhos que estavam transbordando da sua caixa de brinquedos. Ver que você entendeu, mesmo que talvez só naquele instante, que a gente não precisa ter muito, apenas o suficiente, foi maravilhoso e me incentivou a seguir no meu propósito. O caminho é esse, meu filho. Vamos em frente, vamos juntos e vamos cada vez mais conscientes!

Com amor,
Mamãe

 

PS: Criei um instagram para dividir com todo mundo o meu desafio do desapego. Espero com isso inspirar outras pessoas a fazer o mesmo. Quem quiser acompanhar para me dar dicas de organização e desapego, ou pra me dar aquele incentivo maroto: será muito bem-vindo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s